Comunicação . Interatividade . Inovação

A Kodak reinventou a fotografia

O filme fotográfico foi introduzido por George Eastman. Eram materiais rígidos e chatos de serem transportados. Não estou falando daqueles “rolinhos” não, a coisa era mais em baixo mesmo… Resumindo, eram placas de cobres sensíveis à luz. Se você quiser saber mais sobre a evolução dessa tecnologia, acesse esse link.

Bom, então em 1850 a Kodak entra na jogada com o primeiro filme flexível, por isso estamos tão acostumados com a “Kodak inventora do filme“. De certa forma é sim, se levarmos em consideração a forma como a conhecemos. A empresa ficou meio sumidinha com o surgimento da tecnologia digital, tentando uma coisa aqui, outra alí… Mas cá entre nós, quem nunca gostou de pegar um álbum de fotos e sair dando risadas dos antigos registros? Ou você prefere entrar naquele interminável processo -frenético- de clicks nas 10 mil fotos do seu HD externo? Isso quando temos a paciência de reunir as 200 mil fotos num mesmo lugar. Ou, quando resolvemos guardar aquela série de fotos idênticas sem sentido. Tá bom, chega. 

A nova KODAK Mini Shot – Instant Camera promete conquistar os amantes da fotografia. É para ser simples mesmo, veja as principais caracteristicas:

  • Viewfinder de 1,7″
  • Resolução das fotos de 10 megapixel
  • Conexão bluetooth para “conversar” com o app oficial. Pode ver a imagem em tempo real também
  • Bateria recarregável interna que pode ser trocada (8PK)
  • Aplicação de filtros em tempo real
  • Tamanho da impressão de 2,1″ (mais ou menos do tamanho de um cartão de crédito)
  • Impressão das fotos em 5 etapas (o papel entra e sai 5 vezes)
  • Imprima suas fotos a partir do app, isso mesmo, qualquer foto, não apenas da lente da câmera
  • 3 cores diferentes: amarelo, preto e branco

 

Quer comprar? Veja aqui na Amazon! Ou acesse o site oficial aqui.

 

 

Sobre o autor
Analista Web/Sistemas formado pela Universidade UniFil em Londrina/PR; MBA em Marketing Digital e Gestão de Projetos Web; blogueiro, youtuber e desenvolvedor de sistemas. Me encontre no Twitter - @DanielAccorsi